terça-feira, 22 de setembro de 2015

Você é o autor - Linux


Temos feito posts onde nossa comunidade de comentaristas tem sido a estrela. Já falamos sobre Windows Phone, produtos Apple e até placas de vídeo, e hoje é dia de por à prova o conhecimento de vocês sobre o Linux.

A história oficial de criação do sistema (pelo menos o que consta na Wikipedia) dá conta de que Linus Torvalds o criou em 1991, a partir do Minix, mas, pelo que me consta, o Linux passou a ser visto como um candidato a concorrer com o MS Windows como sistema no desktop a partir de 96, com o surgimento da interface gráfica KDE (afinal, a gente veio de uma tela preta - MD-DOS - e nenhum usuário em sã consciência voltaria a usar um sistema que só tivesse isso). O Gnome só apareceria em 99.

Eu mesmo tenho tido experiências desde 1998 com o Linux. Comecei usando o Caldera Openlinux (KDE) e gostava bastante. Me lembro de que o mesmo computador (K6-II 500MHz com uma placa de vídeo RIVA TNT2) dava resultados visuais diferentes no Windows 98 e neste Linux.

Caldera Openlinux em ação
Parecia que as fotos ficavam muito mais bonitas de se ver no Linux, e que todo o sistema era mais bonito que o Win98 (e devia ser, mesmo).

Eu comprava revistas e mais revistas (aquelas com CD, lembra?) e estava sempre fuçando o sistema. Todavia, naquela época muita coisa ainda dependia do Terminal, o que era um saco, já que a gente se desacostumou do DOS desde o Windows 3.1 (pelo menos eu), e não queria voltar atrás.

Nesse meio tempo, cheguei a usar dual-boot, mas tudo o que tinha que fazer de sério era feito no Windows. O Linux era só uma curiosidade, e, como toda curiosidade, um dia me cansei dele.

Devo ter testado algumas outras distros, mas deu tudo na mesma. Até que fui apresentado ao Ubuntu 6.06. Mesmo estando satisfeito com meu desktop Windows XP, não custava nada testar um sistema que vinha simpaticamente distribuído de graça num live CD.

A princípio estranhei. Ué, cadê o KDE? Meu primeiro contato com o Gnome não foi muito positivo, mas depois fui me acostumando. Ainda se dependia um pouco do Terminal, inclusive para dar solução a alguns drivers e CODECs, mas já havia uma diferença: existia uma comunidade forte - e uma empresa - por detrás do negócio, então era relativamente fácil conseguir dicas e tutoriais.

Sim, Linux, o ideal é que não precisássemos. A fórmula de instalação do Windows é perfeita para o usuário que não quer ter trabalho. Tão perfeita que Baidu, HAO123 etc se utilizam disso, sabendo que o usuário vai clicar em NEXT sem nem ler o que está escrito na tela. =P

Long story short, estou usando o Linux Mint (17.2 LTS Cinnamon) no meu desktop (aquele descrito no post das placas de vídeo) há mais de um ano, e estou bastante satisfeito. Ainda há coisas que precisam ser feitas pelo Terminal, mas já relaxei quanto a isso. Parece que está na essência do sistema, mas, seja como for, ele também tem um ótimo centro de atualizações e de software. E a comunidade online ajuda bastante.

Meu desktop atual. Desculpem a bagunça, muitos downloads.
E vocês? Têm alguma experiência com Linux? Que aplicativos vocês usam? Qual Office (eu uso o WPS Office, porque sempre detestei o Openoffice e algum santo me deu esta dica)? Qual aplicativo para ver vídeos (aqui os principais são o VLC, o Kodi e, claro, o Popcorn Time)? Qual navegador (aqui, Opera 12.17 e FF)? Qual gestor de downloads (aqui, FRD para downloads em geral e Deluge para torrents)? E jogos? Instalados via Wine ou Steam para Linux? Outros apps que chamam a atenção (por exemplo, não vivo sem o Cairo Dock)?

Vamos trocar ideias sobre Linux hoje! Chamem todo mundo!

MRJ